From Playtest

Ixtal

“Reconhecida por seu domínio da magia elemental, Ixtal foi uma das primeiras nações independentes que se uniram ao império shurimane. Na verdade, a cultura ixtalense é muito mais antiga, parte da grande diáspora ocidental que deu origem a civilizações como Buhru, a magnífica Helia e os ascetas de Targon. Além disso, é provável que tenham desempenhado um papel significativo na criação do primeiro Ascendente.

Os magos de Ixtal sobreviveram ao Vazio, e mais tarde aos Darkin, distanciando-se dos reinos vizinhos, servindo-se da vida selvagem ao redor como se fosse um escudo. Apesar de muito ter sido perdido, eles se comprometeram em preservar o pouco que restou...”

Ixtal está localizada na parte leste do continente shurimane, fazendo fronteira com Shurima no leste, e cercado pela selva de Kumungu (as fronteiras de Ixtal já se estenderam por toda a região da selva).

Agora, isolada na selva há milhares de anos, a sofisticada cidade arcológica de Ixaocan permanece praticamente livre de influências externas. Tendo testemunhado de longe a ruína das Ilhas das Bênçãos e as Guerras Rúnicas logo depois, os ixtalenses veem todas as outras facções de Runeterra como novatas e impostoras, e usam sua poderosa magia para manter qualquer intruso bem longe.

Ixaocan

Quem está fora das fronteiras ixtalenses sabe muito pouco sobre a história da região. Ao longo dos anos, incontáveis expedições de Noxus, Águas de Sentina e, mais recentemente, do Clube de Exploradores de Piltover mergulharam na floresta em busca de tesouros misteriosos ou novas reivindicações territoriais... apenas para desaparecerem sem deixar o menor rastro.

Na verdade, Ixtal não é a floresta sem habitantes que muitos imaginam. Longe de olhares indiscretos e dedos gananciosos, as vastas arcologias do Ixaocan permanecem escondidas e seguras pelas mais vastas florestas tropicais. A arcologia cardeal, sede da casta governante Yun Tal, já existia antes mesmo que os antigos shurimanes erguessem seu primeiro Disco Solar.

Arcologia Cardeal

As arcologias estão conectadas pela intersecção de linhas de poder. Cada uma representa uma forma ou disciplina específica da magia elemental. As maiores abrigam dezenas de milhares de profissionais ixtalenses, com uma hierarquia social baseada no tempo dedicado aos estudos, aumentando sua progressão rumo ao domínio supremo.

A Arcologia Cardeal, sede da casta governante Yun Tal, existe desde antes dos antigos Shurimanes erguerem seu primeiro Disco Solar. Suas grandes arcologias não são totalmente habitats nem escolas de magia, mas algo intermediário.

O Vidálio. Dentro da arcologia cardeal de Ixaocan há um grande salão, propositalmente posicionado no centro exato de Ixtal e, até onde os ixtalenses sabem, de toda Runeterra. Pendurado no teto desse salão fica o Vidálio, um antigo artefato que materializa a magia em forma de trama.

Os Yun Tal

Os Yun Tal são a casta dominante de Ixtal. Por incontáveis gerações, os segredos de Ixtal foram preservados por seus elementalistas mais talentosos e sábios. Não há critérios formais para admissão no Yun Tal, embora os aspirantes possam esperar ser testados até o limite de suas habilidades, e qualquer aprovação deve ser unânime entre os presentes. Cada membro da casta Yun Tal usa roupas elementais especiais tecidas pelo Vidálio para aprimorar e mostrar suas proezas elementais.

Ao ser aceito pela casta dominante dos Yun Tal, um iniciado terá sua própria magia tecida ao seu redor pelo Vidálio, que cria vestimentas reluzentes capazes de responder às necessidades de seu portador. Essa é a prova do status de um verdadeiro mestre elemental que, por sua vez, guiará e instruirá os demais.

Os atuais ocupantes do trono de Yun Tal foram abençoados com dez filhas – respeitosamente referidas por muitos como “as Yunalai”. Tendo o benefício de gerações de maestria herdada, não é surpresa que todos eles estivessem prontos para enfrentar o Vidálio em idades prodigiosamente jovens.

Os Yun Tal de maior confiança podem ser selecionados como prefeitos das vilas e assentamentos mais distantes de Ixaocan, como Ohmka, Xolen ou Paretha. Seus deveres incluem a resolução de conflitos locais, o teste de possíveis aspirantes e a garantia abrangente de que o povo de Ixtal tenha o mínimo possível de interações com forasteiros…

Conhecimento Arcano

Para o povo de Ixtal, o mundo é apenas uma vasta confluência de forças materiais, que só eles são capazes de dominar. Toda e qualquer permutação de magia elementar – da mais simples à mais complexa – é governada por um Axioma numerado, considerado sagrado pela arcologia que a ensina. Existem pelo menos mais de cem axiomas que são aprendidos e praticados pelos magos elementais Ixtalenses.

Quanto mais alguém se afasta da arcologia cardeal, mais especializados e prestigiosos serão os domínios de cada Arcologia:

A Arcologia do Magma se encontra no alto das montanhas ixtalenses, magos dessa arcologia relativamente pequena combinaram seus conhecimentos sobre fogo, pedra e magnetismo para extraírem metais preciosos da terra, criando sofisticadas formas com simples gestos.
A Arcologia da Água é localizada próxima a uma das muitas confluências fluviais do Rio de Serpentina, os magos desta arcologia combinam seus conhecimentos de água, gelo e vapor para remodelar a terra ao seu redor.

Lar de Dragões

Curiosamente, as ruínas abandonadas e espalhadas por toda Ixtal abrigam um número surpreendente de dragões. Essas criaturas apavorantes não lutam ao lado dos mortais desde os últimos dias da guerra de Shurima contra o Vazio. Agora, em sua maior parte, parecem satisfeitas por serem deixadas em paz.