From Playtest

Os Nexus do Instituto


Espalhados por Runeterra estão as filiais, chamadas de Nexus, onde existem portais que se conectam à Sede do Instituto, existente no subterrâneo de Valoran. O coração do Nexus é uma forma cristalina com mais de 5 metros de altura que irradia luz. Ele é uma construção mágica, cujo segredo é dividido em diversas partes, com nenhum dos responsáveis tendo a totalidade de como eles são construídos.

Parte do conhecimento para essa confecção estava na Sede do Instituto, no qual manuscritos mágicos foram encontrados contendo formas de magia que nem mesmo os mais inteligentes arcanos conseguiram decifrar. Uma ínfima parte desses manuscritos foi exaustivamente estudada até que, por coincidência (ou talvez alguma força maior guiando), parte dela foi desvendada, levando ao conhecimento de como construir os Nexus.

Todos os Nexus têm uma proteção mágica que impede que qualquer magia possa perscrutá-los ou localizá-los, até mesmo por divindades ou demônios. Nem mesmo através da observação da energia mágica é possível encontrar um Nexus. Os selos mágicos secretos que permitem que isso aconteça parecem criar junto ao Nexus um motor perpétuo, fazendo com que nenhuma fonte de energia externa seja necessária.

Dentro dos Nexus é dito que todos estão em estado de Santuário, com magia e atos agressivos sendo anulados na promoção da paz. Além disso, qualquer ser que esteja sob algum tipo de feitiço ou controle é incapaz de localizar o Nexus.

As proteções arcanas do Nexus poderiam em muito ajudar a resolver os grandes problemas de Runeterra, mas para isso seria necessário que alguém primeiramente conseguisse decifrar o que é a Sede do Instituto, de onde vem esse conhecimento e talvez até quem o tenha construído.

Apenas o Arquimestre é capaz de modificar a estrutura da Sede do Instituto, bem como ativar seu modo de defesa, podendo até fazer com que todos os Nexus possam sumir temporariamente em dimensões de bolso, completamente indetectáveis. Além disso, o Arquimestre é capaz de permitir que alguém possa usar magia ou mesmo entrar em contato com o “mundo exterior”